Páginas

quarta-feira, 27 de março de 2013

Sem time e sem Estádio ...

O futebol aqui do Rio, que já anda "nas beiras" da mediocridade, vem de receber um forte incentivo: a interdição, ontem, do Engenhão, por prazo indeterminado.

Segundo o noticiário esportivo, a causa da interdição foi a identificação de problemas estruturais na cobertura do Estádio, trazendo risco para  a segurança dos torcedores que por lá se aventurassem.

Ainda segundo a reportagem, o alcaide do Rio dissera que fora "procurado no fim da semana passada pelo consórcio responsável pela construção do Engenhão", comunicando que "vinham monitorando a situação da cobertura desde o início e que a cobertura tinha problemas estruturais de projeto."

Desde o início, e tratando-se de projeto, presume-se, durante e após o término de sua construção, em 2007.

Em 2007, após o Pan, o estádio, que custou R$ 380 milhões aos cofres púbicos (construção iniciada em 2003), passou a ser administrado pelo Botafogo, em parceria, se não estou enganado, com duas empresas estrangeiras. Nos primeiros anos da administração, e segundo o Município, o clube já teria informado à Prefeitura sobre a existência de falhas no projeto da cobertura.

Palavras do Prefeito, na entrevista de ontem: "De acordo com relatórios enviados pelo próprio clube alvinegro à Prefeitura, falhas no projeto da cobertura do estádio já haviam sido detectadas."

Porém, na reportagem produzida pelo Jornal do Brasil, a conversa é outra:

 "Há exatos três anos, o prefeito Eduardo Paes, após uma reunião com representantes do Botafogo, chegou a afirmar que o Engenhão não tinha qualquer problema estrutural e que todas as questões pendentes seriam resolvidas:

'Nenhum dos problemas do Engenhão é de ordem estrutural. Não há risco para os torcedores, que são a nossa maior preocupação. Os problemas que existem serão resolvidos na velocidade certa. Há uma lista deles pronta. Esse foi o entendimento que tivemos nesta reunião. As empreiteiras têm mostrado boa vontade, até porque o Engenhão é uma grande vitrine', disse na ocasião."


Reportagem do O Globo, segue a mesma linha do JB, quando traz no seu caderno de Esportes a informação de que, em Março/2010, o prefeito aqui do Rio se reunira "com diretores da Companhia Botafogo, que administra o estádio, e empreiteiras, para tratar de uma lista de 30 itens problemáticos", entre eles as falhas estruturais da cobertura, fato de conhecimento do alcaide há quase 1 ano: ofício 121 de abril/2009 do Botafogo encaminhado à prefeitura, à secretaria municipal de fazenda - superintendência de patrimônio imobiliário -, ao RioUrbe e ao Tribunal de Contas do Município.

Bom, tirando a provável hipótese de demolição do Estádio, e a anunciada solução de problemas, na velocidade certa, que não se consumou - problemas não resolvidos, agravam a si próprios, além de criarem outros problemas, também não resolvidos - de duas uma: ou os torcedores, que por lá se aventuravam, contavam com o seu anjo da guarda "em dia", ou a turma da incompetência pôs em prática a conhecida teoria do "shitting&walking".

Com as anunciadas dificuldades dos Estádios existentes, para continuação do campeonato, os jogos poderiam ser realizados nos campos do Aterro do Flamengo; pelo menos, por lá, não há possibilidade de riscos à segurança, por questões estruturais.

Uma coisa, porém, é certa: o elevado do Juá não foi interditado ...

terça-feira, 26 de março de 2013

Retratos da hipocrisia ...

As fotos são do Jornal do Brasil.



- A reação -


Bônus milionário no TJ de Alagoas

Turma do judiciário alagoano leva boa grana a titulo de bônus natalino, o tal do dinheiro nunca é demais; R$ 20 milhões distribuídos entre juízes, desembargadores e procuradores, ativos e inativos (matéria do Jornal Extra de Alagoas).

Na Venezuela: Maduro dando uma de "duro" e campanha presidencial é alvo de denúncias ...

"Hay que ser payaso para creer que Miraflores será de la burguesía."

Matéria completa, no Jornal El Nacional.

Eleições em 14 de abril, com provável acompanhamento pela UNASUR.

Enquanto isso, denúncias por oportunismo (tradução literal de "ventajismo") e uso de espaços públicos na campanha presidencial "madurense", foram apresentadas ao Conselho Nacional Eleitoral (matéria do mesmo jornal). 

Qualquer semelhança seria mera coincidência??? 


Representantes del Comando Simón Bolívar acudieron al Consejo Nacional Electoral (CNE) para presentar denuncias sobre el "ventajismo y uso de los espacios públicos" para la campaña presidencial del candidato Nicolás Maduro

No Uruguay: Filas por um médico ...

Em Montevidéu, sinais "de exportação" do nosso sistema de saúde. Matéria do Jornal El Observador.

segunda-feira, 25 de março de 2013

Política vil ...


Dilma (parece que convertida) e Cabral, hoje, em Petrópolis, para participarem de missa em memória das vítimas das chuvas, após sobrevoarem a área atingida.

Espero que aproveitem o ofício religioso, e peçam público perdão pelas mortes que causaram.

Tragédia não se mistura com "lágrimas" de vil politica.

Lá como cá ...

Lá no Acre, Estado governado pelo PT, água da chuva invade casas e alaga “ruas do povo”, construídas pelo governo sem sistema de drenagem, e moradores ameaçam fechar rodovia.

A reportagem completa, da Tribuna do Juruá, encontra-se neste link: ruas do povo ou dos transtornos



Parece até aqui quando, ao ensejo das chuvas, depara-se, vez mais, com o desprezo aos interesses "do povo".

sábado, 23 de março de 2013

Alguns fatos do dia 20 de março


A turma ai da foto é da autodenominada Frente Parlamentar dos Direitos Humanos, que continua protestando contra o pastor novo presidente da Comissão do mesmo nome, acrescida do sentimento desagregador "e Minorias". Comissão dos Direitos Humanos e Minorias da Câmara Federal, este é o nome do atual campo de batalha de encrenqueiros, que não respeitam opinião que não seja com a deles coincidente. Turma que arrumou boa massa de votos, para continuar no mesmo lugar que está, sem produzir nada de útil, salvo a discriminação eleitoreira. Quem pede ou reclama respeito, deve primeiro respeitar, para que seja respeitado.

Não conheço o Deputado que preside a comissão, e também não faço nenhuma questão. Mas trouxe algum interesse, quando assinalou com um projeto para retornar, aos bancos escolares, as disciplinas de moral e cívica e religião. Se o fizer, talvez traga, no futuro, hombridade a um país, hoje carregado de amorais, além de respeito entre os indivíduos.


Não escrevo sobre o Deputado, mas sobre o fato de que enquanto os encrenqueiros badernam e chafurdam nas suas hipocrisias, a Casa, na qual exercem suas "nobres funções agregadoras", promoveu a criação de mais 2 órgãos, 59 novos cargos e funções comissionadas, boa parte para a liderança do PSD, além de reajustar a verba da "prole", em próximos 13%. Rombo nos "cofres da sociedade", com a conivência dos aguerridos das minorias: para o inchaço da Câmara, R$ 7 milhões este ano e R$ 8,9 milhões em 2014; para os gastos dos 513 da prole - passagens aéreas, gasolina, correio, telefone etc. - R$ 190 milhões.

E no Planalto ... Bem, no Planalto, nada de novo, nada que espelhe algo próximo da moralidade; o ícone do ininteligível retomou negociações com o PR e o PTB, para complementar reforma ministerial, visando palanque de 2014.

Enquanto isto, e distantes da fantasia, vítimas das chuvas continuam com seus sofrimentos, e a "saúde" continua matando de quem dela necessita.

Alguns fatos, pois, do dia 20 de março que, independentemente de outros, continuam a envergonhar o País. 

Dizem que perguntar não ofende ...


Alguém sabe o que o Zé bigode, do "merda é cultura", e olhos arregalados, foi fazer em Roma? Tomar uma dedada de conhecimento? Revelar ao Papa os segredos do ENEM - exame nacional da estupidez e mediocridade? Turismo, mesmo? ... ... ...?

sexta-feira, 22 de março de 2013

Projeto Minha tábua, Minha vida ...

Abril/2010
Morro do Bumba






Março/2013
Projeto Minha Tábua, Minha Vida.
Dos prédios ainda não entregues, 
para as vítimas do morro do bumba,
dois ameaçam ruir e serão reconstruídos.





_________________________

O título é apropriado.
Obras desenvolvidas com recursos federais do PAC
- Projeto Amigos da Corrupção

Royalties II ...

Continuando matéria anterior, sob o mesmo título, esta bagunça em torno dos Royalties, que já acenou, segundo os espúrios interesses políticos de momento, para mudanças na Constituição, caso a recente liminar concedida pela Ministra Cármen Lúcia seja confirmada na semana que vem, só tem um responsável, o Supremo Tribunal Federal que, ao cassar liminar anterior de Ministro seu, permitiu a instalação de vergonhosa bagunça na Casa política.

A liminar concedida pela Ministra Cármen, ao argumento - simplifica-se - das credibilidades jurídica e financeira, proporcionou um veio de esperança aos estados produtores, não só com relação à sua, como dizem, "dependente estabilidade financeira", como à segurança jurídica no campo dos contratos e obrigações.

O caos legislativo já se prenuncia instalado, com as pretendidas mudanças constitucionais, como, também, o caos processual, posto que, qualquer que for a decisão que venha a ser tomada pelo Supremo, a favor ou não da balburdia a que deu causa, ações e mais ações deverão ser propostas, processos e mais processos serão então formados, e a "coisa" deverá andar por indeterminado considerável tempo. E quem perde com isto não são os Estados nem os políticos de duvidosas intenções, mas o distinto País e a sua imagem. Mas, quem com isso se preocupa?

Resta aguardar, para ver como o imbróglio será desfeito, já que escutei falarem, nas entrevistas de costume - que fazem bem ao ego -  no fenômeno da modulação, versão moderna, no Supremo, do"salomismo", ou seja: até hoje prevalecem os critérios já estabelecidos; daqui para a frente, que Deus nos acuda.

quinta-feira, 21 de março de 2013

Que porra é essa?

Acabo de ligar a TV para assistir ao noticiário noturno, e dou de cara com o palavrório do partido dos comunistas, tecendo elogios a si próprio e, ao final, homenageando "o grande comandante hugo chaves".

Que porra é essa? Quando o respeito voltará a existir nesta terra, pretendida tomar por amorais, que envergonham a sua história e degradam os seus princípios? 

QUE PORRA É ESSA?

"Explosão" na OAB

Dia 7 passado, um cabeção de nego explodiu na sede da seccional da OAB aqui no Rio, provocando imediata e raivosa reação, por conta da presunção do envolvimento de militares na ignomínia.

E tudo isso porque o ex-presidente da seccional - Wadih Damous - recebera informações, pelo disque-denúncia, após a explosão do artefato, dizendo que ele seria alvo de um atentado praticado por militares da reserva, tendo como razão, o fato de que seria o presidente da comissão da verdade carioca, e que iria "investigar os crimes cometidos durante a ditadura militar".

Ainda segundo as matérias publicadas no dia seguinte - dia 08 - a OAB/RJ teria divulgado uma cópia da denúncia (não publicada nas páginas da imprensa), em cujo texto dizia que tinham sido instalados, lá na sede, "três dispositivos em série de retardo C4, de alto poder de destruição, por militares da reserva, para matar Wadih Damous", tendo os jornais destacado palavras da pretensa vítima: "Posso garantir, não vão me intimidar".

Só estou escrevendo sobre isso, porque já que cansei de escutar esta fantasia, até hoje cantada aos cantos e cantos, que soa como premeditada.

Qual seria o interesse dos militares no Sr. Damous? A comissão da verdade? Esta comissão já fedeu tanto, que já perdeu até o foco e o interesse. O que dela ainda se retira é a insistência em desonrar a memória dos que foram assassinados por uma turba que se alcunhava de guerrilheiros.

Mas ainda vou mandar para os seus integrantes, a cópia do mini manual do Marighella, pelo qual se ensinava a incitar a desordem, a se utilizar de explosivos, a assassinar civis, como ser um bandido de primeira linha - o franco-atirador, entre outros atos criminosos.

Tudo o que acontece no País, tem como pano de fundo o governo militar, quando não comparado com os excessos de um governo de duvidosa moral: "nem na ditadura isso aconteceu ...", e por aí vai. Parece até relação de amor e ódio, da qual sobressai o último contra as Forças, já que, mesmo que não optassem pela vagabundagem e criminalidade, como "modo de vida", nunca seriam honrados com as suas vestes, porque estas só honram aqueles de forjado caráter, dignos de vesti-las e de honrá-las, qualquer que seja a situação, circunstância ou momento.

Da reportagem, contudo, sobressai fato interessante: o cabeção de nego explodira na escada entre o oitavo e o nono andar, andar este em que ocorreria julgamento de processo disciplinar para "possível exclusão de dez associados". Por acaso, poderia ser esta a razão do "ataque verde-oliva" ou, quem sabe, "das carteiras vermelhas"?

Bom, a polícia está investigando, e espero que tenha êxito nos seus trabalhos.

ENEM ...


EXAME NACIONAL
DA ESTUPIDEZ E MEDIOCRIDADE

quarta-feira, 20 de março de 2013

Turismo em Roma ...

Tirando o título, a matéria que segue é da Folha de São Paulo, como, também, as fotos:

Dilma opta por hotel; comitiva usa 52 quartos e 17 carros

A viagem de três dias da comitiva da presidente Dilma Rousseff para a missa inaugural do papa Francisco, em Roma, envolveu o aluguel de 52 quartos de hotel e 17 veículos, segundo informações obtidas pela Folha.

Dilma, quatro ministros, assessores mais próximos e seguranças se hospedaram no hotel Westin Excelsior, na Via Veneto, um dos endereços mais sofisticados de Roma, num total previsto de 30 quartos.

Um deles foi transformado em escritório para a Presidência da República.

A diária da suíte presidencial custa cerca de R$ 7.700, enquanto o quarto mais barato fica por R$ 910. Os outros 22 quartos, para pessoal de apoio, ficaram em local próximo.

A presidente não quis ficar na residência oficial da Embaixada do Brasil, instalada num amplo palacete no centro histórico de Roma e que costuma receber mandatários do país.

Foi o caso do ex-presidente Lula, em 2005, quando participou do funeral do papa João Paulo 2º.

Segundo a assessoria da Presidência, Dilma prefere hotéis por facilitar a rotina de trabalho.

No caso específico de Roma, outro motivo é que a representação brasileira está temporariamente sem embaixador.

Já a frota alugada inclui sete veículos sedan com motorista, um carro blindado de luxo, quatro vans executivas com capacidade para 15 pessoas cada, um micro-ônibus e um veículo destinado aos seguranças. Apenas para o transporte de bagagens e equipamentos, Dilma contou com um caminhão-baú e dois furgões.

A presidente chegou no domingo à tarde em Roma, quando aproveitou para visitar duas igrejas históricas.

Anteontem, visitou uma exposição do pintor italiano Ticiano, se reuniu com o ex-ministro de Lula José Graziano da Silva, diretor-geral da FAO (organização da ONU para agricultura e alimentação) e com o presidente da Itália, Giorgio Napolitano, que está em fim de mandato.

Ontem, Dilma participou da missa inaugural de Francisco e se reuniu brevemente com o presidente da Eslovênia, Borut Pahor, país europeu de cerca de dois milhões de habitantes.

Também teve uma breve reunião com a presidente da Argentina, Cristina Kirchner, que não estava prevista e durou cerca de 15 minutos. O teor da conversa não foi revelado.

Hoje, Dilma terá uma reunião bilateral com Francisco pela manhã e logo embarca de volta para o Brasil. (FABIANO MAISONNAVE)

(chegada ao, fachada e saída do hotel Westin Excelsior)




(fachada da embaixada do Brasil)


_________________________

Complexo, megalomania, ou falta mesmo de vergonha. A escolha é difícil.
E isto, se já não bastasse o desrespeito com a comitiva para 
o "ultimo beijo", no hermano/brother das terras do "carabobo".
Fico com a "falta de vergonha".

Tragédia, tristeza, morte e hipocrisia

Região Serrana - 2011




Hipocrisia política


Após demagógica consternação,
reunião festiva do poder,
a primeira de 2011 (14.01).
A piada deve ter sido muito boa,
pq. tava todo mundo com largo sorriso 


2011 - 2012

Promessa de entrega de 8.000 apartamentos para as vitimas e de investimentos de R$ 500 milhões, em janeiro/12 e R$ 540 milhões, em agosto do mesmo ano.

2013

Os 8.000 apartamentos não foram entregues, a grana, se veio, não foi aplicada nem em habitação nem em dragagens de rios, apenas algumas e pequenas obras de encostas, e as vítimas ... continuam vítimas.

Região Serrana - 2013

Defesa civil já fala em 50 o número de mortos em Petrópolis.



Xerém 2012
Solicitada ajuda de alguns milhões ao governo do estado



Xerém 2013



E as vítimas ... continuam vítimas.


Tenho lido alguns comentários, na mesma linha do besteirol protagonizado por aquela a quem alguns deitam seus falsos sorrisos ou não, de que os únicos culpados pelas tragédias são as pessoas que foram morar em áreas de risco; ainda bem que não enriqueceram a imbecilidade colocando a culpa também na chuva.

O que tais opinadores, talvez seguidores de uma podre política podre, se esquecem ou não, é de que as áreas de risco, outras tantas até consideradas como de proteção ambiental, vêm, ao longo dos últimos anos, e em vertiginoso crescimento, sendo alvo de ocupação, tanto por ricos como por pobres, com a vergonhosa leniência do poder público; os primeiros, com a consciência plena de seus crimes, para mero lazer; os segundos, mesmo incorrendo em crime, por necessidade única da habitação. Deixando-se de lado outras considerações, e o fato de que fortes chuvas provocam estragos em qualquer cidade, independentemente de sua geografia, a omissão do poder público é que, ao final, com seus veios eleitoreiros, é a única senão a maior responsável pelos trágicos acontecimentos.

Seja o que for, tanto os mortos como os que sobreviveram - que ainda tem os poucos bens que restaram, furtados, notícia de agora, lá da região serrana - merecem, ao menos, respeito.

terça-feira, 19 de março de 2013

Dei ipsum benedicite sui pontificatus





Deus abençoe seu pontificado

Notícias de Brasília ...

Na terra da rapinagem, diplomacia na mira da bandidagem.

Manchete de primeira página, do Correio Braziliense, de sábado passado, dia 16:


Assalto no Lago Norte, Sequestro no Lago Sul
Primeiro, dois homens se fizeram passar por empregados de uma empresa de segurança e entraram numa casa no Setor de Mansões do Lago Norte (E) onde mora um casal de diplomatas que trabalha no cerimonial da Presidência da República. Eles desligaram câmeras de vigilância e o sistema de alarme. Horas depois, três assaltantes armados invadiram a residência, renderam moradores e funcionários e fugiram levando carro, jóias, obras de arte, celulares e eletrônicos avaliados em R$ 1 milhão. No Lago Sul, mais uma investida do crime na capital do país. Três funcionárias da Embaixada do Equador foram vítimas de sequestro relâmpago. Elas tinham terminado de almoçar e se preparavam para voltar ao trabalho, quando um adolescente de 16 anos entrou no banco de trás do carro e as rendeu. Ele acabou apreendido pela polícia de Paranoá, e as reféns foram libertadas.


A coisa anda feia, lá por aquelas bandas; quem sabe não é a turma "afugentada" pelas UPP's, que foi azucrinar nas terras vermelhas, "adonde", sabidamente, não se permite concorrência ...

Tragédia serrana II

A hipocrisia política, em mais uma anunciada tragédia serrana, parece não ter limites.

A forma como as vítimas são tratadas, por aqueles que se convencionou chamar de "autoridades", impõe sejam definitivamente encarcerados; isto, evidentemente, se a decência e a observância aos mínimos princípios da moralidade, contassem, por aqui, com algum "sopro de vida".

A criminosa hipocrisia, teve lá seu ápice, entre aparições da dupla Cabral/Dilma, - tragédia serrana passada - prometendo, com ares de consternação, rios e fundos para as vítimas, quando o atual ocupante da pasta da educação, arrotou suas toleimas de costume: "muitos ainda morrerão com as chuvas".

Já na tragédia atual, a que se chama de "autoridade máxima", que se encontra fazendo turismo em Roma, como não poderia deixar de ser, também não perdeu a oportunidade: responsáveis pela tragédia: a chuva e os moradores.

Como dito na matéria anterior lembro, que na tragédia de 2011, a referida dupla prometera a entrega de 8.000 apartamentos para as vitimas - até hoje não entregues - apesar de inúmeras promessas e anúncio de investimentos, como R$ 500 milhões em janeiro/12 e R$ 540 milhões em agosto do mesmo ano - o que não é pouca grana -, dos quais nada foi gasto em habitação e dragagem de rios, apenas pequenas e algumas obras de encosta. Talvez a grana tenha se perdido em um Fundo chamado de Assistência Social, para o qual, por ora anunciou o Governador que mora em Paris, que irá destinar, de imediato, R$ 3 milhões. E daí? Para que serve essa "monstruosa" quantia, diante da criminosa omissão e negligência do poder? Talvez mais um processo, se houver interesse, a compor pilhas de processos nas escrivaninhas do MP.

Mantendo a serenidade e o foco, se um poder corrói e destrói os princípios de um País, este País tem o direito e o dever de derrubá-lo .... .... pelo voto ... O povo não é mero detalhe ...

O perigoso contágio da imbecilidade ...

A imbecilidade, não há como negar, é "doença" de elevadíssimo contágio, como, também, a que se encontra na roubalheira desenfreada, que alimentou folha corrida diária nestes últimos 12 anos, tantos e tamanhos foram os rastros deixados pelos ignóbeis da criminalidade, nos incontáveis "desvios" diuturnamente noticiados.

Porém, para estas linhas, a primeira imbecilidade é a que interessa - a genérica - , porquanto, a segunda é matéria afeta ao Ministério Público, donde ainda se aguarda o resultado de suas "investigações/ações".

Bom, para começar, a do cara que, antes de ser guindado para a pasta da Educação, dissera, em março passado, que "muitos ainda morrerão com as chuvas".

Isto por conta de então tragédia na região serrana aqui do Rio. Matéria aqui no blog em "a ignorância nos persegue"






Com a tragédia atual, o monumento ao erotismo, aí ao lado, ícone máximo do ininteligível, e que se encontra fazendo turismo em Roma,  também já soltou das suas:

- medidas drásticas: "devem ser tomadas medidas um pouco mais drásticas para que as pessoas não fiquem nas regiões que não podem ficar";

- prevenção: não houve falha no sistema de prevenção, "não está e não estava, com nenhum problema. O nosso sistema de prevenção avisa as pessoas."

- culpa pela tragédia: "da chuva e dos moradores." - putz!

Para registro, o que não é imbecilidade, mas piada sem a mínima graça e total falta de respeito para com a população:

- na tragédia de 2011 (bem mais de 900 mortos), a dupla Cabral/Dilma prometeu a entrega de 8.000 apartamentos para as vitimas - até hoje não entregues - apesar de inúmeras promessas e anúncio de investimentos, como o de R$ 500 milhões em janeiro/12 e R$ 540 milhões em agosto do mesmo ano - o que não é pouca grana -, dos quais nada foi gasto em habitação e dragagem de rios, apenas pequenas e algumas obras de encosta. Talvez a grana tenha ido para um Fundo de Assistência Social, para o qual, como por ora anunciou o morador de Paris, irá liberar, imediatamente, R$ 3 milhões (???). E daí???!!!

Durante o sofrimento, a osmose por proximidade, continuou com a sua "anti-profilaxia", produzindo mais um exemplo de profundo contágio, ou seja, quando o apedeuta aí do lado - não tenho como não chamar de apedeuta -  titular da Pasta dos Esportes, soltou a sua: "devemos ajudar Cuba a construir um autódromo para fazer um GP de F-1";  bom, melhor do que uma base de foguetes ...

Tudo isso para se chegar às explicações do INEP, quanto a se atribuir nota máxima - 1.000 - nas provas de redação aplicadas no ENEM 2012, que trouxeram, entre outros erros, os de concordância e grafia, como: rasoavel. enchergar, trousse, geograficasaude etc., os quais, segundo um Manual intitulado "Guia do participante", seriam suficientes para que a pontuação não fosse aquela.

Diz o INEP:  "Uma redação nota 1.000 deve ser sempre um excelente texto, mesmo que apresente alguns desvios em cada competência avaliada. A tolerância deve-se à consideração, e isto é relevante do ponto de vista pedagógico, de ser o participante do ENEM, por definição, um egresso do ensino médio, ainda em processo de letramento na transição para o nível superior".

Caceta! Processo de letramento na transição! Haja criatividade! Esta, mais a do monumento ao erotismo - a de que os moradores e a chuva são os culpados pela tragédia na região serrana - são fortes concorrentes ao prêmio maior imbecilidade do ano, salvo outra não surja.

Quando lembro que a turma do "Mediocridade é Cultura" defendeu a não reprovação nos três primeiros anos do ensino fundamental, aumentando, substancialmente, a massa de analfabetos funcionais, e provas de redação sobre o Rio Paraíba do Sul, em que o vestibulando alinhava algo com isso parecido - os paraíba que vem para o sul buscando melhorar a vida, é gente trabalhadora e honesta, que ganha seu dinheiro trabalhando como porteiro e faxineiro de prédio - ou o que aconteceu em uma prova de medicina - Onde se localiza o osso esterno? Nos não temos ossos externos. * Se escreve externo e não esterno - não tenho como não contemplar o título dado a estas linhas - o perigoso contágio da imbecilidade.

À respeito do "emburrecimento" e empobrecimento do ensino, trago matéria, aqui publicada, em 27.07.11, pertinente ao desabafo de uma professora:

"A professora tem toda razão

A Evolução da Educação:
Antigamente se ensinava e cobrava tabuada, caligrafia, redação, datilografia...
Havia aulas de Educação Física, Moral e Cívica, Práticas Agrícolas, Práticas Industriais e cantava-se o Hino Nacional, hasteando a Bandeira Nacional antes de iniciar as aulas...

Leiam o relato de uma Professora de Matemática:


Semana passada, comprei um produto que custou R$ 15,80. Dei à balconista R$ 20,00 e peguei na minha bolsa 80 centavos, para evitar receber ainda mais moedas. A balconista pegou o dinheiro e ficou olhando para a máquina registradora, aparentemente sem saber o que fazer.
Tentei explicar que ela tinha que me dar 5,00 reais de troco, mas ela não se convenceu e chamou o gerente para ajudá-la.
Ficou com lágrimas nos olhos enquanto o gerente tentava explicar e ela aparentemente continuava sem entender.
Por que estou contando isso?
Porque me dei conta da evolução do ensino de matemática desde 1950, que foi assim:

1. Ensino de matemática em 1950:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é igual a 4/5 do preço de venda.
Qual é o lucro?

2. Ensino de matemática em 1970:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é igual a 4/5 do preço de venda ou R$ 80,00. Qual é o lucro?

3. Ensino de matemática em 1980:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é R$ 80,00.
Qual é o lucro?

4. Ensino de matemática em 1990:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é R$ 80,00.
Escolha a resposta certa, que indica o lucro:
(  ) R$ 20,00  (  ) R$ 40,00  (  ) R$ 60,00  (  ) R$ 80,00  (  ) R$ 100,00

5. Ensino de matemática em 2000:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é R$ 80,00.
O lucro é de R$ 20,00.
Está certo?
(  ) SIM  (  ) NÃO

6. Ensino de matemática em 2009:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é R$ 80,00.
Se você souber ler, coloque um X no R$ 20,00.
(  ) R$ 20,00  (  ) R$ 40,00  (  ) R$ 60,00  (  ) R$ 80,00  (  ) R$ 100,00

7. Em 2010...:
Um lenhador vende um carro de lenha por R$ 100,00.
O custo de produção é R$ 80,00.
Se você souber ler, coloque um X no R$ 20,00.
(Se você é afro descendente, especial, indígena ou de qualquer outra minoria social não precisa responder, pois é proibido reprová-los).
(  ) R$ 20,00  (  ) R$ 40,00  (  ) R$ 60,00  (  ) R$ 80,00  (  ) R$ 100,00

E se um moleque resolver pichar a sala de aula e a professora fizer com que ele pinte a sala novamente, os pais ficam enfurecidos, pois a professora provocou traumas na criança.
Também jamais levante a voz com um aluno, pois isso representa voltar ao passado repressor (Ou pior: O aprendiz de meliante pode estar armado).

Essa pergunta foi vencedora em um congresso sobre vida sustentável:


Todo mundo está 'pensando' em deixar um planeta melhor para nossos filhos...
Quando é que se 'pensará' em deixar filhos melhores para o nosso planeta?"

Precisamos começar JÁ! Ou corremos o sério risco de largarmos o mundo para um bando de analfabetos, egocêntricos, alienados e sem a menor noção de vida em sociedade e respeito a qualquer regra que seja!!! 

Que assim seja, amém!

segunda-feira, 18 de março de 2013

prus bebum ...



Exportando a Comissão da Verdade ...

Faz tempo que não falo nesta ignomínia chamada comissão da verdade, de enaltecimento de vagabundos e criminosos, e sustentada pela sociedade. Isto, pelo simples fato, que não lhe dou mais importância, significado, atenção, ou o que seja, e que já procriou, no oportunismo deletério, aqui no Rio e, mais, no Ceará, como li, outro dia, em jornal local.

De um tempo para cá, assisti-se a idiotices de profunda demagogia, tais como a de se alterar certidão de óbito de então defenestrados; a de se desrespeitar a memória de quem foi assassinado por um bando de inqualificáveis, entre outras ... E o culpado disto tudo, em que pese a "acomodação da sociedade não corrompida", continua sendo o Supremo, porquanto sentado sobre um processo da OAB federal, pelo qual se requer que a lei da anistia não seja aplicada aos militares; anistia só para um lado, o dos bandidos.

Por ora, recordando páginas de jornais, que dedicaram caderno especial à passagem do "hermano/brother" da Venezuela, li em um deles, relembrando fato caído no esquecimento, o que segue (Jornal dos Marinhos, pag. 46, 10.03.13):


Lendo a matéria, dela sobressai manancial tão a gosto aqui da turma dos direitos humanos tupiniquim, que dele se utiliza para o engrandecimento de "criminosos pátrios": exilados, famílias de presos políticos que "padeceram constantes violações de seus direitos", juíza torturada, estuprada, abortando posteriormente etc.

Considerando que as "nossas autoridades", já demonstraram (in)questionável vício de interferir em assuntos internos de outros países, creio que seria o caso de se "exportar" a ignóbil comissão pátria para as terras do "carabobo", para que lá desempenhe as suas nobres funções de reescrever a história, e de pacificar a nação, permitindo, aqui, por estas bandas, uma pausa no contumaz desrespeito à memória nacional e aos que sucumbiram na então criminalidade explícita, alcunhada de guerrilha e outras adjetivações impublicáveis.

sábado, 16 de março de 2013

Em política ....

Em política não há inimigos, nem moral, nem vergonha ...

Noite de terça-feira, 13 de março, no Planalto.

Negociada dança das cadeiras entre Presidente e Vice, 
para acomodar o PMDB e o PSD, 
e recompor palanque para as eleições de 2014 ...

Mesma noite. Em entrevista a rádios de Alagoas:

Presidente elogia pareceria com Renan e Collor, 
e chama este último de "nosso senador".

Conhecendo-se os 12 anos de um podre governo podre, pode-se dizer que a podridão de uma podre política podre continua a apodrecer o que de resto ainda resiste ao apodrecimento, se é que, em verdade, alguma coisa ainda resta.

minorities troublemakers

A turma da minoria encrenqueira é mesmo chegada a uma bagunça raivosa, nitidamente antidemocrática, como fez questão de mostrar ao reagir a indicação do cara aí ao lado, para presidir a Comissão de Direitos Humanos e Minorias da Câmara.

Ora, se é isso mesmo, "e Minorias", já está tudo errado, porquanto "direitos humanos" engloba e interessa a todo um corpo social e não, apenas, a determinada parcela que o compõe.

Bom, a reação, típica de oportunistas desesperados, foi seguida de acusações de homofobia e racismo contra o indicado, e outras atitudes já consideradas como normais em espécies tais.

Recentemente, aquela turma protocolou, no Supremo, Mandado de Segurança contra o ato do presidente da Mesa Diretora da Câmara, Henrique Eduardo Alves, e da Mesa Diretora que resultou na eleição do deputado Marco Feliciano para a presidência daquela Comissão. O objetivo da ação, apresentada pelos deputados Jean Willys, Érica Kokay, Luiza Erundina, Nilmário Miranda, Domingos Dutra, Mariton Benedito de Holanda (Padre Ton), Janete Capiberibe e Janete Rocha Pietá, é que o Supremo declare nula a sessão da Comissão do dia 7/3/2013, na qual ocorreu a eleição. Para quem tiver interesse na leitura integral da matéria, segue o link:

http://www.stf.jus.br/portal/cms/verNoticiaDetalhe.asp?idConteudo=233275

Homofobia e racismo são conceitos que já se completam ou se complementam no lugar comum da banalidade. Chamar viado de viado, é homofobia; chamar negão de negão é racismo, e de hipocrisia em hipocrisia, segue-se a crescente degradação da moralidade humana.

O cara da foto foi acusado de racismo por conta de graves ofensas contra os negros africanos, e de homofóbico, por ser contra o casamento gay. No primeiro caso, se realmente existentes as ofensas, o cara pode até ter extrapolado os limites da liberdade. Já no segundo, não há como considerar o comportamento hipócrita por parte da minoria histérica, minoria esta que, na primeira reunião daquela comissão, na presidência atual, mostrou a que veio, no arranca rabo que lá teve lugar (pág. 6, Jornal dos Marinho, do dia 14.03): "Enquanto existir essa comissão, os viados vão estar aqui. A gente saiu do armário, nós quebramos o armário e não voltamos mais para ele".

Dentro ou não do armário, quebrando ou não o armário, até viado tem que ter compostura, tem que ser homem - algo difícil na espécie - e não deve buscar impor a sua viadagem a terceiros; ninguém é obrigado a gostar ou aceitar o que se pretende impor, mesmo que se considere a demagogia oportunista do Supremo. Não há nenhuma homofobia em não se gostar de viados, em chamar viado de viado e ser contra o casamento entre os da espécie, o que é visto, apenas, aos olhos de quem disto se utiliza e dita o seu caminho de reprovável aparência e esperteza.

Mas o cara tem a minha simpatia: disse lá, em rompantes ou não, que seu projeto seria o de trazer às escolas as disciplinas de moral e cívica e religião. Se o fizer, terá mais do que minha simpatia, mas reconhecimento. "Moral e Cívica", num país de amorais, ausentes de civismo, é algo mais do que salutar, talvez traga hombridade; "Religião", num País que se diz "laico", por oportunismo demagógico, talvez traga o respeito entre os indivíduos.

Gostaria, porém, de saber se a minoria encrenqueira irá acusar e "processar" o Papa Francisco por homofobia, por sua conhecida posição contrária ao casamento entre viados, que já lhe rendeu "desrespeitosa reação demagógica", por parte da presidência portenha?

No mais, o Congresso se merece, porque tem as bestas que o merecem.

quarta-feira, 13 de março de 2013

Repassando: Aconteceu no reinado do "L'État c'est moi" ...


Dizem que aconteceu no reinado de Luiz XIV, aquele do L'État c'est moi.

Diálogo entre Colbert e Mazarino, na peça teatral Le Diable Rouge, de Antoine Rault:

Colbert: - Para arranjar dinheiro, há um momento em que enganar o contribuinte já não é possível. Eu gostaria, Senhor Superintendente, que me explicasse como é possível continuar a gastar quando já se está endividado até o pescoço ...

Mazarino: - Um simples mortal, claro, quando está coberto de dívidas, vai parar na prisão. Mas o Estado é diferente!!! Não se pode mandar o Estado para a prisão. Então, ele continua a endividar-se… Todos os Estados o fazem!

Colbert: - Ah, sim? Mas como faremos isso, se já criamos todos os impostos imagináveis?

Mazarino: - Criando outros.

Colbert: - Mas já não podemos lançar mais impostos sobre os pobres.

Mazarino: - Sim, é impossível.

Colbert: - E sobre os ricos?

Mazarino: - Os ricos também não. Eles parariam de gastar. E um rico que gasta faz viver centenas de pobres.

Colbert: - Então, como faremos?

Mazarino: - Colbert! Tu pensas como um queijo, um penico de doente! Há uma quantidade enorme de pessoas entre os ricos e os pobres: as que trabalham sonhando enriquecer e temendo empobrecer. É sobre essas que devemos lançar mais impostos, cada vez mais, sempre mais! Quanto mais lhes tirarmos, mais elas trabalharão para compensar o que lhes tiramos. Formam um reservatório inesgotável. É a classe média!

... that's a good one ...



A Carlsberg colocou 148 motoqueiros mal encarados numa sala de cinema com apenas 2 lugares sobrando... Assim que o casal de"vítimas" entra na sala, o medo de se sentar toma conta. O “preconceito”, muitas vezes não está apenas no que se "propaga no oportunismo"... mas no modo como se vestem ou se apresentam...  Should you???????????
"for minorities troublemakers"



Anúncio fúnebre ...

Com o falecimento do marido, a esposa colocou  no jornal o anúncio da morte, esclarecendo que ele havia morrido de gonorréia.
No dia seguinte, lendo o anúncio, um membro da família telefona para a viúva protestando veementemente:
- Você sabe muito bem que ele morreu de diarréia, e não de gonorréia!
- Eu cuidei dele noite e dia - responde a viúva - portanto é lógico que eu sei que ele morreu de diarréia, mas achei que seria melhor que se lembrassem dele como um grande amante, e não como um grande merda que sempre foi ...

Diário de um cinquentão na academia ...


Ganhei de presente da minha mulher um vale-training de uma semana de treinamento físico em uma academia perto de casa. Apesar de estar em excelente forma, achei boa a ideia de diminuir a minha "barriguinha". Fiz a reserva com uma personal trainner chamada Nádia, instrutora de musculação e aeróbica, e modelo de 26 anos.

Me recomendaram levar um diário para documentar o meu progresso:

 *Segunda-feira:*

Com muita dificuldade levantei-me às 6 da manhã. O esforço valeu a pena! Nádia parecia uma deusa grega: ruiva, olhos azuis, grande sorriso, lábios carnudos e corpo escultural. Inicialmente, Nádia fez um tour pela academia, mostrando todos os aparelhos. Comecei pela bicicleta ergométrica. Depois de 5 minutos, ela me tomou o pulso e se assustou, pois o coração estava muito acelerado. Não era a bicicleta não, era Nádia, vestida com uma malha de lycra coladinha... Curti muito o exercício. Ela me motiva muito, apesar da dor na barriga, de tanto encolhê-la, toda vez que ela passa perto de mim.

 *Terça-feira:*

Tomei café e fui para a academia. Nádia estava mais linda que nunca. Comecei a levantar uma barra de metal. Depois se atreveu a colocar mais pesos!!! Minhas pernas estavam debilitadas, mas consegui completar UM QUILÔMETRO na bicicleta. O sorriso arrebatador que Nádia deu me convenceu de que todo exercício valeu a pena... era uma nova vida para mim.

*Quarta-feira:*

A única forma como consegui escovar os dentes, foi colocando a escova sobre a pia e movendo a cabeça para cima e para baixo. Dirigir também não foi fácil: estender os braços para mudar as marchas era um esforço digno de Hércules, doía muito o peito e os braços, e minhas panturrilhas ardiam toda vez que eu pisava o pedal da embreagem. Fisicamente impossibilitado, estacionei meu carro na vaga para deficientes físicos, até porque saí do carro mancando... Nádia estava com a voz um pouco aguda a essa hora da manhã, e quando falava me incomodava muito. Meu corpo doeu inteiro quando ela me colocou a cadeirinha de escalada. Para que merda alguém inventa um treco para se escalar quando isso já está obsoleto com os elevadores? Nádia me disse que isso me ajudaria a ficar em forma e a aproveitar a vida e os esportes de aventura... ou alguma dessas promessas.

*Quinta-feira:*

Nádia estava me esperando com seus horríveis dentes de vampiro. Cheguei meia hora atrasado: foi o tempo que demorei para colocar o tênis. A desgraçada da Nádia me colocou para trabalhar com os pesos. Quando se distraiu, saí correndo e me escondi no banheiro. Mandou um outro treinador me buscar e, como castigo, me colocou na máquina de remar... me ferrei!

*Sexta-feira:*

Odeio a desgraçada da Nádia. Escrota, anoréxica, anêmica, insuportável e sem cérebro! Se houvesse uma parte do meu corpo que pudesse se mexer sem uma dor angustiante, eu partiria no meio essa desgraçada!!! Nádia quis que eu trabalhasse meus tríceps... E EU NEM SEI QUE PORRA É ESSA DE TRÍCEPS!!!
Como se não bastasse colocar os pesos para que eu os levantasse, ainda colocou aquelas merdas das barras...A bicicleta ergométrica me fez desmaiar e, quando acordei, estava numa maca em frente a uma nutricionista, outra idiota com cara de mal-comida, que me deu uma catequese de alimentação saudável...

*Sábado:*

A lazarenta da Nádia me deixou uma mensagem no celular com sua vozinha de lésbica assumida, perguntando-me por que eu não fui à academia. Só com a sua voz já me deu vontade de quebrar o celular, porém não tinha força suficiente para levantá-lo, pois até pra apertar os botões do controle remoto da TV estava difícil...

*Domingo:*

Pedi ao vizinho para ir à missa agradecer a Deus por mim por essa semana que terminou. Também rezei para que, no ano que vem, a desgraçada e infeliz da minha mulher me presenteie com algo um pouco mais divertido, como um tratamento de canal, um cateterismo ou um exame de próstata.